sexta-feira, 1 de junho de 2012

Coco Chanel: uma mulher à frente de seu tempo

A estilista modificou não apenas a moda,
mas também o estilo da mulher.
Quem nunca ouviu falar de Chanel? Mesmo  se não se interessa por moda, sabe quem é a precursora do pretinho básico. Coco Chanel foi um marco na história da moda, muitos estudiosos afirmam que é o grande nome do século XX. Ela não só desenvolveu um estilo reconhecido até hoje, como também influenciou o comportamento das mulheres durante várias décadas.

Mesmo antes de abrir sua primeira loja de chapéus, Chanel já chamava atenção por seus trajes despojados e sua simplicidade contrastava com o vestuário da época. De início, a estilista dedicou-se apenas à criação de chapéus, que se distinguiam por serem bem menores e simples do que os modelos enormes que faziam sucesso.

O sucesso foi tanto que logo ela passou a vender roupas. Chanel criava o que ela necessitava usar, sempre optando pela praticidade. Em um dia frio, usou um suéter do seu então amante Boy Capel e lançou moda. Foi o passo inicial para inventar outras peças com influências masculinas.     

Como conta Dinah Bueno Pezzolo, consultora de moda, Coco sabia que bastava vestir determinada roupa para que ela se tornasse moda instantânea. “Chanel passou a ser imitada e, assim, seu sucesso cresceu. As roupas à venda em sua loja, no primeiro andar da Rua Cambon – onde ainda hoje funciona a Maison Chanel -, eram inspiradas em seu guarda-roupa particular, marcado pela praticidade.”       
               
Coco Chanel ajustando o clássico vestido preto
Os grandes ícones

Camisa e saia de jerséi.
Durante a Primeira Guerra Mundial, foi a única loja que permaneceu aberta e, em tempos que ninguém queria ostentar riqueza e vestidos sofisticados, o estilo Chanel fez ainda mais sucesso. “Seus conjuntos de duas peças, capas e paletós de jérsei, versáteis, claramente usáveis, causaram sensação em virtude de sua simplicidade. O jérsei fora usado anteriormente para roupas esportivas e roupas de baixo masculinas, mas Chanel fez do prosaico tecido o máximo em moda.”, ilustra Valerie Mendes e Amy de la Haye. 

Em 1926, lançou o que viria a ser um dos seus maiores ícones, o famoso “vestidinho preto”, que todas as mulheres deveriam ter no armário como sinônimo de elegância. Chanel descobriu também o tweed, tecido originalmente próprio para roupas masculinas, que passou a utilizar em seus famosos tailleur, blazer feminino com saia. As manequins de sua loja usavam o tailleur com colares de pérolas falsas, enquanto as mulheres não ousavam sair às ruas sem suas jóias de pedras preciosas.         
       
Já na década de 30, Coco transformou a camélia em um símbolo do seu estilo e era representada como jóias e tecidos e usadas em acessório de cabelo, cinto ou broche.     
         
Na Segunda Guerra Mundial, Chanel fechou suas lojas e só ressurgiu em 1954, já com 70 anos. Em 1955 é lançada a 2.55, a bolsa mais célebre da marca, a ideia era fazer um modelo prático, que pudesse ser usado no ombro, e não carregado na mão.  


Atemporalidade Chanel

Mulheres do mundo todo passaram a usar suas roupas e acessórios, que, mesmo naquele tempo, já eram copiados pelo mundo afora.  Trabalhou ativamente em sua marca até o ano de sua morte aos 87 anos. Mas, seu estilo persiste até hoje, a marca Chanel acabou tornando-se um grande império, que inclui bolsas, sapatos, jóias, acessórios e perfumes.     

O look Chanel surgiu como um novo conceito de moda, de linhas reduzidas e, que o mais importante era a maneira de se usar, independente do que se usa. Alcançou o objetivo de revelar a juventude, a liberdade dos movimentos, a praticidade e o ritmo intenso das mudanças do mundo moderno. E, o mais importante, se mantém atemporal, como ela mesma disse: “Eu criei um estilo para um mundo inteiro. Vê-se em todas as lojas "estilo Chanel". Não há nada que se assemelhe. Sou escrava do meu estilo. Um estilo não sai da moda; Chanel não sai da moda."

Vestido Chanel e Tailleur de tweed
Em março deste ano, a marca Chanel divulgou um vídeo mostrando como é produzida a famosa jaqueta de tweed preta.








1 comentários:

Bola, tenho acompanhado seu blog. Acho que tá mto bom! Isso pq eu não ligo pra moda! Mas querendo ou não, moda é história! ;)
Só tenho uma sugestão. Não dá pra mudar a cor da barra de comandos ali de cima? Tá mto clara. Não tá dando pra enxergar.
Tá de parabéns!
Seu TCC será um sucesso!
Beijos

Postar um comentário